share

Quem foi Michael Mosley, apresentador de TV britânica encontrado morto


O médico e apresentador de televisão Michael Mosley67, foi encontrado morto em uma área rochosa na ilha grega de Symi, disseram autoridades locais à Reuters neste domingo (9). Ele havia desaparecido nesta quarta-feira para fazer após uma trilha.

“Noite sem fim”, série da BBC apresentando por ele que aborda problemas ligados ao então não, começaria a ser exibida pelo programa “Fantástico”, da TV Globo, nesta noite. A estreia foi cancelada após a divulgação do falecimento.

Mosley apresentou séries como “Trust Me I’m a Doctor”, “The Truth about Exercise” e “Lose a Stone in 21 Days”, onde dava conselhos sobre dietas e emagrecimento. Suas ideias foram amplamente questionadas por defenderem práticas como jejum e extrema restrição calórica.

Mesmo formado em medicina, o apresentador não exerce a profissão, tendo ingressado na BBC como assistente de produção em 1985. Além de estrelar suas próprias produções, Michael oferece conselhos médicos durante os programas “The One Show”, da BBC, e “This Morning”. ”, da ITV.

As dietas popularizadas por ele geraram burburinhos nas mídias. Entre elas, a 5:2 — especificamente no livro “A Dieta dos 2 Dias” — que consiste em comer apenas 25% das calorias normais durante dois dias não consecutivos ao longo de uma semana, e a dieta Rápida 800, que sugere a ingestão de 800 calorias por dia, com baixo teor de carboidratos e incluindo alimentos mediterrâneos.

Em 2021, lançou no Canal 4 a série “Perca 6,3 kg em 21 Dias”, onde selecionou cinco pessoas para se submeterem a uma dieta com extrema restrição calórica com o objetivo de perder peso rapidamente.

A comoção gerada pela divulgação destas ideias foi tão grande que uma organização britânica que ajuda pessoas com transtornos alimentares, a Beat, ampliou seus horários de atendimento para ajudar pessoas afetadas por Mosley.

Experimentos até com veneno de cobra

Além de promover ideias de aumentar a saúde no cotidiano, o apresentador se submete a experimentos para desafiar limites do corpo humano fazendo gravações para seu programa.

Entre os testadores, eles injetaram veneno de cobra no próprio sangue, se exporam a gás lacrimogêneo, comeram as pimentas mais fortes do mundo, introduziram tênias em seu sistema digestivo e autorizaram a filmagem de seu exame de cólon.

Em episódios do programa “Make Me”, ambientado em 2009 pela BBC One, Mosley realizou experimentos para testar teorias de que conseguiria se tornar mais inteligente, ficar acordado ou retardar o envelhecimento.





Fonte: CNN Brasil

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *